Desmaterialização de documentos físicos é o tema de um dos minicurso do CONNTECH 2018

desmaterialização de papel

A gestão de grandes organizações no Brasil vem adotando novas práticas diante do uso indiscriminado de papel nas empresas e instituições. Sabe-se que para produzir 1 tonelada de papel são necessárias 2 a 3 toneladas de madeira, uma grande quantidade de água e muita energia. Mais que qualquer outra atividade industrial.

A indústria de papel está no quinto lugar na lista das que mais consomem energia.

Além do uso de produtos químicos altamente tóxicos o que cria um alto risco ao meio ambiente e ao ser humano comprometendo a qualidade da água, do solo e dos alimentos.

Diante desse quadro é essencial a adoção de meios alternativos nos sistemas organizacionais para diminuir o uso, os custos e o desperdício do papel.

Discutindo essa questão o professor Arthur Rolhano Heineck ministra no CONNTECH 2018 o mini curso: Certificação Digital: Desmaterialização de documentos físicos apresentando alternativas possíveis para diminuição dos gastos com papel nas instituições. O professor é também gerente de TI de um grande hospital em São Luís e vai dividir sua experiência com a desmaterialização de documentos físicos que adotou desde de 2015 nos setores do hospital.

O CONNTECH é um congresso de tecnologias organizado pela faculdade Laboro. Ele acontece em São Luís nos dias 13 e 14 de abril. Maiores informações www.seucongresso.com.

Fonte: http://www.ecolnews.com.br/papel.htm